O Graal .:. MG

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Divindades Graalísticas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Divindades Graalísticas em Ter Jul 03, 2012 9:01 pm

Faelon

avatar
Membro
Membro
Pessoal, tópico para discutirmos sobre a religião do Graal!! Segue abaixo o texto do Manual 3.5 sobre as divindades, pra vcs lerem. A idéia aqui é que nós opinemos sobre os ritos, códigos ético-morais das divindades, e todas essas coisas.

---------------

Os Grandes Deuses
Os Grandes Deuses de Turiél são:

Konir - Deus do Tempo - Leal neutro
Aeris - Deusa da Luz - Neutra boa
Meikar - Deusa da Noite - Neutra caótica
Seri - Deus da Sorte/Azar – Neutro caótico
Melluria - Deusa da Justiça - Leal neutra
Myuna - Deusa da Natureza - Leal boa
Belarn - Deusa da Ambição - Caótica má
Ulgol - Deus da Força - Leal bom
Harpus - Deus da Batalha - Caótico mau
Ieron - Deus da Arte – Neutro neutro
Kohl - Deus da Esperteza - Caótico neutro
Iria - Deusa da Magia – Neutra neutra

Definições dos Deuses

Konir é o mais velho dos Deuses. Antes dele, as coisas não tinham uma forma concreta. Existia o espaço, mas não o tempo. Konir foi o responsável por decidir que as coisas iriam envelhecer, começar e acabar. Ele criou o tempo e toda a sua atuação.

Aeris e Meikar são irmãs gêmeas. Vieram pouco depois de Konir, e a elas, o Deus do Tempo deu a tarefa de começar e terminar. Aeris criou a luz, ela é a responsável por tudo que começa. Meikar criou a noite, ela termina o que já foi começado.

Seri é o mais louco dos Deuses. Ele escreveu tudo a respeito da sorte e azar do mundo e as coisas que por esses valores são influenciadas. Rezam lendas que é ele quem joga os dados de tudo e todos no mundo.

Melluria é a responsável por balancear as brincadeiras de Seri com a sorte e o azar. Segundo ela mesma, eram valores fortes e influentes demais em alguém que realmente não tem domínio nem mesmo sobre a própria sanidade. A partir de sua responsabilidade e sensatez sobre como o mundo seria construído, ela foi nomeada a Deusa da Justiça, pois sabia exatamente como as coisas deveriam ser distribuídas de maneira mais justa.



Myuna foi quem criou a estrutura física do mundo e suas mais primordiais formas de vida. As florestas, montanhas, cavernas, ilhas, mares, vulcões e todo outro tipo de estrutura natural do mundo foram construídos por ela, bem como os efeitos naturais, como os furacões, tsunamis e terremotos. Há comunidades inteiras que a cultuam fielmente por ter, além de ter dado ao mundo a natureza e a forma que ele atualmente preserva, distribuído a vida pelo mundo.

Belarn foi a Deusa que deu às coisas vivas do mundo a ambição, a vontade de querer sempre mais, o impulso de buscar por melhorias. Belarn inicialmente incentivava a ambição doentia, mesmo que isso implicasse na destruição de outros seres para seu benefício próprio, mas essa semente se transformou na fagulha inicial da evolução do mundo.

Ulgol e Harpus são gêmeos. Ulgol criou a força exterior e interior. Para alguns bárbaros, ele é o maior Deus, pois os deu a força física. Para alguns escribas, ele é o maior Deus, pois os deu a força do intelecto. A abordagem dos campos de influência de Ulgol é muito ampla e chega a ser divergente algumas vezes. Harpus transformou a força dada por Ulgol e um benefício para o campo de influência de Belarn: Harpus usa da força para a batalha e guerra de maneira a conseguir o que deseja. Ele gosta da força, mas impõe que ela deve ser usada somente em batalha, senão ela é desperdiçada.

Ieron é muito aproximado a Elladon. Ele transformou a doutrina do trabalho na doutrina da arte, que diz que o trabalho pode ser realizado também como uma maneira de se obter prazer aos sentidos utilizando-se de um dom específico. Ieron é cultuado amplamente pelos bardos.

Kohl detém uma péssima relação com Elladon. Enquanto o Deus do trabalho prega o esforço para se obter o desejado, Kohl ensina que o que deve ser feito é procurar pela maneira mais simples e fácil de conseguir o mesmo. Naturalmente, a ladinagem é, por assim dizer, “patrocinada” por ele.

Iria é, juntamente com Konir, a mais poderosa Deusa conhecida. Após o mundo ter sido construído e terminado nos mínimos detalhes por todos os Deuses, Iria batizou-o com a magia, permitindo assim que a vida começasse a se desenvolver. Ela concedeu o dom da magia a alguns específicos seres do mundo e permitiu a outros que a conhecessem por meio de estudo.

http://graal.forumeiros.net

2 Re: Divindades Graalísticas em Ter Jul 03, 2012 9:11 pm

Faelon

avatar
Membro
Membro
Pra começar, acho que os deuses poderiam ter "sobrenomes", ou alcunhas, baseados em runas, como Myuna Eihwaz, por exemplo. Poderia ser algo assim:

Konir Sowellu
Aeris Berkana
Meikar Nauthiz
Seri Kaunaz
Melluria Uruz
Myuna Eihwaz
Belarn Fehu
Ulgol Algiz
Harpus Tyr
Ieron Mannaz
Kohl Ansuz
Iria Perth

http://graal.forumeiros.net

3 Re: Divindades Graalísticas em Qua Jul 04, 2012 9:29 am

thomasfplm

avatar
Membro
Membro
Vou por aqui o que eu alteraria:

Konir - Deus do Tempo - Leal neutro
-Concordo
Aeris - Deusa da Luz - Neutra boa
-Ééééé... ok
Meikar - Deusa da Noite - Neutra caótica
-Eu alteraria para travas e não entendo o porque de caotica.
Seri - Deus da Sorte/Azar – Neutro caótico
-Concordo
Melluria - Deusa da Justiça - Leal neutra
- Concordo
Myuna - Deusa da Natureza - Leal boa
-A natureza não é boa ou má, tem leis mas oa mesmo tempo é imprevisivel (ou quase), acho que deveria ser neutra pura.
Belarn - Deusa da Ambição - Caótica má
-Mudaria de ambição para ganancia.
Ulgol - Deus da Força - Leal bom
-Uuummm... Ok
Harpus - Deus da Batalha - Caótico mau
-Concordo
Ieron - Deus da Arte – Neutro neutro
-Concordo
Kohl - Deus da Esperteza - Caótico neutro
-Acrecentaria inveção, ele tambem seria o patrono dos imventores.
Iria - Deusa da Magia – Neutra neutra
-Concordo



Última edição por thomasfplm em Qua Jul 04, 2012 12:53 pm, editado 1 vez(es)

4 Serio em Qua Jul 04, 2012 11:58 am

Van'shir

avatar
Membro
Membro
Acho que quem serve a Meikar deveria ser mal sem a parte do caotico *-* e n curti o sobrenome acho que devveria mudar para Damnant que significa maldita em latim
Anderson aki xD

5 Re: Divindades Graalísticas em Qua Jul 04, 2012 12:51 pm

thomasfplm

avatar
Membro
Membro
Não gostei muito dos sobrenomes, eles são uteis para almentar a diferenciação entre pessoas e são poucos deuses então acho desnecessario.
Acho que seria intereçãnte desvincular Luz/Trevas (ou Dia/Noite) de Bom/Mau, isso é muito cliche.
Eu acharia intereçante um personagem superbondoso que venerasse Meikar u/ou um vilão que venerasse Aeris.

6 Re: Divindades Graalísticas em Qua Jul 04, 2012 6:32 pm

Faelon

avatar
Membro
Membro
Na verdade, o Deus dos Inventores seria o próprio Ieron, da Arte, por que à época inventos e artesanatos eram mais ou menos a mesma coisa.

Kohl, no caso, seria patrono dos desapegados do trabalho, justamente. Dos ladinos e gatunos, dos jogadores, bardos, etc.

http://graal.forumeiros.net

7 Re: Divindades Graalísticas em Qua Jul 04, 2012 10:33 pm

thomasfplm

avatar
Membro
Membro
Então Ieron teria de ser da arte e trabalhos manuais e ele q deveria ser o patrono dos bardos, ou ao menos de parte deles.
Para os jogadores deveria ser Seri.

8 Re: Divindades Graalísticas em Qui Jul 05, 2012 12:58 pm

thomasfplm

avatar
Membro
Membro
Como os deuses afetam uzuario de magias divinas?
E aos outros personagens?
A divindade poderia dar algum bonus:
Seria intereçante se alguem cujo deus principal fosse Iria pudesse ter acesso simultaneo a clericato e magia arcana.
Myuna: Clericato e geomancia.
Ieron: Um "ponto oficial" (rsrsrsrs) extra entre os lives.
...

9 Re: Divindades Graalísticas em Qui Jul 05, 2012 5:45 pm

Faelon

avatar
Membro
Membro
Bônus entre lives pros deuses é mais regra, e acho que já temos muitas...

Penso mais de os Clérigos só poderem fazer magias relacionadas aos deuses com os quais tem afinidade, além de armas mágicas que só usam a fé de algum deus, locais sagrados aonde os crentes estarão protegidos, etc.

Mas na verdade, qualquer um pode ter Clericato, Geomancia e Arcana ao mesmo tempo... É só comprar a perícia...

Quanto ao deus de cada um, cada um escolhe sua fé, isso é problema dos jogadores... Eles terão uma relação (lista) das Organizações ligadas aos deuses, e escolherão aquele que acharem que está de acordo com o próprio personagem.

http://graal.forumeiros.net

10 Re: Divindades Graalísticas em Qui Jul 05, 2012 7:38 pm

thomasfplm

avatar
Membro
Membro
Eu achava q cada um so poderia ter um tipo de magia no maximo.
E o q vc achou das minhas outras opiniões relativas aos deuses?

11 Re: Divindades Graalísticas em Sab Jul 07, 2012 12:26 pm

Faelon

avatar
Membro
Membro
Acho que talvez seja uma boa ideia a parte das Trevas/Luz... O que você sugere, exatamente?

http://graal.forumeiros.net

12 Re: Divindades Graalísticas em Sab Jul 07, 2012 6:10 pm

thomasfplm

avatar
Membro
Membro
Primeiro, luz não é o oposto de noite, então ou Aeris vira deusa do dia ou Meikar vira deusa das trevas.
Segundo, nenhuma das duas ser boa ou má. Ex.: Nix a titã grega que personifica a noite era aliada dos deuses na guerra contra os titãs.
(Outra opção ambas serem boas)
"Aeris - Deusa da Luz - Neutra boa
Meikar - Deusa da Noite - Neutra caótica"

13 Re: Divindades Graalísticas em Seg Jul 09, 2012 1:10 pm

Faelon

avatar
Membro
Membro
thomasfplm escreveu:Primeiro, luz não é o oposto de noite, então ou Aeris vira deusa do dia ou Meikar vira deusa das trevas.

Ou ambas serem deusas da Luz e do Dia e das Trevas e da Noite... Mas de qualquer forma, por que elas precisam ser opostos?

thomasfplm escreveu:Segundo, nenhuma das duas ser boa ou má. Ex.: Nix a titã grega que personifica a noite era aliada dos deuses na guerra contra os titãs.

Tem também Fiujia (não sei como escreve), deusa do lado obscuro da alma, dos germânicos, que é só extremamente confusa (Caótica). Acho que Meikar seria um pouco como ela, deusa de sonhos.

thomasfplm escreveu:
(Outra opção ambas serem boas

Sim, sim! Ou más! Nunca vi deus da luz sendo mal, talvez fosse interessante... Ou invertidas, como a luz sendo má e as trevas sendo boas...

thomasfplm escreveu:
"Aeris - Deusa da Luz - Neutra boa
Meikar - Deusa da Noite - Neutra caótica"

http://graal.forumeiros.net

14 Re: Divindades Graalísticas em Sex Ago 03, 2012 8:26 am

thomasfplm

avatar
Membro
Membro
Q tal se elas forem gemeas nao identicas, e serem rivais, elas competem de forma mais ou menos amigavel, tambem poderia haver outros deuses elementais mantendo esse estilo de relaçao.
Todos eles seriam deuses "crianças" filhos de Myuna (com pais variados, ou nao, ou ate sem nenhum pai).

15 Re: Divindades Graalísticas em Dom Ago 05, 2012 8:40 pm

Faelon

avatar
Membro
Membro
É uma idéia interessante até... Podemos tentar algo assim. Na verdade, Myuna na mitologia que eu estava escrevendo, seria filha de Konir e de Iria, e eu não tinha feito nada além, se não me engano. Existe uma outra mitologia que pode ser encontrada no fórum antigo, se houver interesse posso passá-la pra cá pra vocês lerem. Ela é bastante diferente disso, mas nós podemos usar todas elas. Diferenças culturais são sempre válidas, certo? =D

http://graal.forumeiros.net

16 Re: Divindades Graalísticas em Seg Ago 06, 2012 6:29 am

thomasfplm

avatar
Membro
Membro
Se almentarmos o numero de deuses poderemos fazer o q eu falei de a pessoa ter de ser até um "grau" de distancia dos deuses q ela venera/escolhe.
Se fizemos todos os elemenros eu proponho:
Água, ar e fogo > Caoticos neutros;
Terra, luz > Leais neutros;
Trevas > Não sei, eu diria leal neutra.

17 Re: Divindades Graalísticas em Sab Out 13, 2012 1:44 pm

thomasfplm

avatar
Membro
Membro
Acabei de ter uma ideia, vc ja jogou Age of Mitology? Vou partir do principio que sim, que tal se usarmos uma ideia similar a evolução dele, em que você escolhe um deus principal e depois tem que escolher entre deuses relacionados a ele, mas com mais liberdade, a cada novo deus você pode escolher entre qualquer dos deuses relacionados, não entre 2 e ficar definitivamente sem o outro. Ai minha ideia de a tendencia da pessoa precisar ter até um "grau de distancia" da do deus seria apenas para o deus principal.

18 Re: Divindades Graalísticas em Ter Out 16, 2012 12:45 pm

Faelon

avatar
Membro
Membro
Bom, minha ideia até agora era de o cara "aprender" sobre um determinado deus com EXP, e isso dar acesso pra ele a mais magias. Fora isso, seguir uma divindade seria algo mais de cenário do que de regras... Não entendi bem o que você quer dizer com isso... Seria para os clérigos? E como nós faríamos isso, em relação à progressão dos personagens?

http://graal.forumeiros.net

19 Re: Divindades Graalísticas em Ter Out 16, 2012 8:25 pm

thomasfplm

avatar
Membro
Membro
Pelo que eu entendo, o poder de um clerigo vem da fé dele em algum deus, então para ter acesso as magias de um determinado deus, alem de aprender sobre este, o clerigo teria que "alinhar seu espirito" ao deus, por meio da fé. Se for só conhecimento, um cara mau poderia uzar magias do mais bondoso dos deuses.

O clerigo teria que interpretar sua fé, resando ocasionalmente ao deuses que ele segue (inicialmente um só), fzendo "oferendas", etc.

O EXP representa o tempo que ele investiu com sua espiritualidade.

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum