O Graal .:. MG

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Caso imperatriz Sarah - pelo ponto de vista de Thomas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

thomasfplm

avatar
Membro
Membro
Para os que não me conhecem eu sou Thomas, ferreiro e ex-mercenário (sim, ex, porque ser mercenário ou me ferrou ou so me rendeu mixaria, principalmente com a recente desvalorisação da prata).

A primeira metade do dia em que ocorreu o incidente, para mim foi um tanto tediosa, fui contratado pelo dono de uma taverna como segurança, mas na maior parte do tempo havia tão poucos clientes que não tinhamos muito o que fazer, isso até a hora do almoço quando o movimento almentou e começou a paracer que eu teria um bom rendimento, mas ai chega a infeliz noticia de que a prata teve uma desvalorisação inimaginavel para 1/5 do valor anterior, e com ela meus ganhos. Depois a taverna foi fechada e o dono sumiu, pelo Sol que conceguia entrar pelos buracos no teto, provelmente deve ter ido a falencia e fugido de pociveis cobradores de dividas.
Logo em seguida, ouvi a noticia de que mortos vivos estariam indo para aquela região, então fui procurar alguem disposto a me contratar para ajudar na luta contra ele. Ninguem se interessou e eu fui procurar um lugar para me afastar e evitar a luta, mas antes que eu conceguisse vi algumas pessoas em torno de alguem que estava caido e por curiosidade fui ver o que era. Nesse momento o cara homem caido se levantou e começou um massacre, ele e mais um aliado dele derrotaram praticamente todos que estavam em volta e não caiam mesmo levando diverssos golpes por todo o corpo, eu tambem fui derrotado. Quando acordei, quase todos que tinham participado da luta tinham sumido, apenas eu e um druida fomos deixados para traz, aparentemente por distração, e fomos nos arrastando ate um clerigo que nos curou.
Nós os sobreviventes fomos atras dos malditos para tentar resgatar os que foram levados, o clerigo levantou uma barreira e abensoou nossas armas e fomos avançando de forma segura. Em um certo momento, paramos pois um grupo que tinha avançado mais na frente estava converssando com alguem e mandou que ficassemos para traz, (mal) escondidos na floresta havia um bando de mortos vivos composto daqueles que tentavamos resgatar. Finalmente a pessoa com quem o grupo da frente estava falando revelou ser uma lich que tambem criou uma barreira e iniciou-se uma guerra de atrito sem que ninguem conseguisse quase nada. O lider do grupo que eu estava acompanhando foi pego e conceguimos resgatar duas pessoas e os mortos decidiram recuar, a medida que avançamos um dos nossos foi pego por uma armadilha.
Chegamos em uma ponte onde voltamos à guerra de atrito. Um mago que tinhamos resgatado destruiu as barreiras e começamos a lutar sem muito efeito até que as barreiras foram restauradas. Alguem invisivel mandou que entregassemos uma poção de invisibilidade ao clerigo, mas eu não confiei nele, embora outra pessoa do grupo tenha feito. A lider subtituta do grupo criou uma estrategia com a qual não concordei mas acabei, relutantemente, aceitando de tentar flanquear os mortos. Falhamos miseravelmente por causa de um morto-vivo invisivel que nos derrubou um por um.
Ao que parece fui arrastado e tranformado pois quando voltei a mim estava lutando comtra os vivos e tinha acabado de ser atingido de reverção, alem disso o tal lider que tinha sido levado etava de volta e não entendi bem como imortal por causa de um sapo, fomos avançamos até os gouls e mais uma vez entramos em atrito com eles eté que um ladino conceguiu pegar o cetro que mantinha a barreira deles, não sem que antes ele tivessem derrubado a nossa barreira do outro lado. A luta voltou mas finalmente tinhamos a vantagem.
Em um certo momento vi um a lich acompanhada de alguns gouls fugindo e sendo persiguidas pelo ladino e o lider, eu cançado de esperar ordens de graça e querendo uma vingança pela transformação, fui com tudo atraz deles e principalmente dela. Por 3 ou 4 veses parei para derrotar um morto que ficou para traz no intuito de me parar, mas alcancei o grupo. Em uma rapida luta durante a qual apos um golpe a lich conceguiu segurar minha alabarda e um goul tentou cortar meu baço atraves da minha cota de malha, derrotei a lich, que não sei como não foi fulminada pela seria de descargas energeticas que lancei com a mão livre, e derrubei o ultimo goul. Depois disso estava cançado demais para raciocinar e entender e deixei que os outros terminassem o que quer que fosse.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum